quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

"E eu pergunto aos economistas políticos, aos moralistas, se já calcularam o número de indivíduos que é forçoso condenar à miséria, ao trabalho desproporcionado, à desmoralização, à infância, à ignorância crapulosa, à desgraça invencível, à penúria absoluta, para produzir um rico?"
Almeida Garrett

2 comentários:

mariana freitas disse...

Copiei esse textinho pro meu blog tá Bruna. Mas pode deixar que farei as devidas considerações à você. :)

Vai estar aqui ó: http://trajetoria.wordpress.com

direitinho disse...

Todas estas perguntas continuam sem respostas.
Parece que o homem caminha sempre na exploração de outro homem e quando não o vence pela miséria e fome deporta-o para outros países e para as guerras condenando-o à morte.