sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Sempre que matar a saudade eu vou sentir o gosto de geléia de morango. Desde a primeira vez que ele viajou me trouxe uma geléia. Mesmo que dessa vez não traga é esse o gosto que vou sentir quando ele chegar, é o gosto que aprendi a sentir quando a minha fome da presença dele é saciada.